MANTRA DA FELICIDADE: "Loka Samasta Sukhino Bhavantu"

MANTRA DA FELICIDADE: "Loka Samasta Sukhino  Bhavantu"
Que todos os seres sejam felizes e bem aventurados.Este mantra fala sobre a felicidade, e faz com que a gente reflita sobre isso : todos merecem a felicidade, viver na sua plenitude, celebrar e simplesmente ser... cada um nasceu para ser feliz, portanto, vamos cumprir o nosso destino!

terça-feira, 15 de maio de 2012

DOENÇAS DE INVERNO,PREVINAM-SE!

                                                                                                          
                                                      
Pois é gente o inverno está chegando, e junto dele, claro, o frio, e junto disso tudo, infelizmente as doenças ditas de inverno.
Por isso, o melhor é conhecer estas doenças e tentar se manter o mais longe delas possível, tomando medidas simples para combatê-las antes que se instalem no organismo.
A "culpa" da proliferação das doenças de inverno não é só frio. Mudanças de hábito decorrentes dele também favorecem os problemas respiratórios. Geralmente, no inverno, as pessoas bebem bem menos líquido, porque não sentem sede (já que transpiram muito menos), mas o organismo segue precisando da mesma quantidade de água, importante para controlar a circulação sanguínea, composição das células, músculos e respiração. A hidratação também é importante para manter as mucosas úmidas e auxiliar na barreira que elas criam contra os micro-organismos. Para ajudar nisso, vale também usar soro fisiológico nos olhos e no nariz. E não adianta compensar a falta de água no banho! Os banhos não devem ser muito prolongados (mais de 20 minutos) e a temperatura deve variar entre os 29° a 37°. Por melhor que possam parecem os banhos escaldantes, eles causam o ressecamento da pele por eliminar, com a ajuda do uso de sabonetes, uma camada protetora e superficial da pele rica em gordura, que serve como proteção. E isso, aliás, serve para o ano inteiro.
Outro hábito nada saudável, é que as pessoas tendem a ficar dentro de casa se "escondendo do frio" com portas e janelas fechadas. Pior ainda é se enfurnar em locais públicos fechados, como shoppings, cinemas, etc. Se isso for inevitável, passe o menor tempo possível e, em ônibus, por exemplo, tente abrir pelo menos uma fresta da janela. Em casa, aproveite os dias ensolarados para abrir bem as janelas e pôr as cobertas no sol.
Prefira lavar suas roupas também nos dias de sol (tente não deixar as roupas úmidas por dias dentro da área de serviço). A roupa que demora para secar cria fungos que despertam a rinite, mesmo que eles não sejam visíveis a olho nu. As roupas que passaram o verão todo no armário, especialmente cobertas e peças pesadas, como as de lã, precisam passar, no mínimo, um dia no sol, antes de serem usadas. O ideal é lavá-las com água quente e algum produto antifúngico, secá-las ao sol e depois passá-las a ferro quente. Tudo isso garante a eliminação dos fungos e ácaros que despertam a rinite e a asma. Outro "vilão" da rinite é a poeira, por isso, tenha mais cuidado ainda com a limpeza da casa e, no dia da faxina, evite varrer, que "levanta" o pó. Prefira passar um pano úmido com detergentes específicos para essa finalidade.

Quem faz academia também comete um erro enorme não indo lá no inverno pois fica mais sujeito às doenças. Os exercícios
Os exercícios físicos, sobretudo os aeróbicos, são especialmente importantes no frio, porque aumentam a capacidade respiratória. Isso ajuda muito quem tem doenças pulmonares, como asma e bronquite. Isso também ajuda a não engordar, já que é comum sentir mais fome no inverno. Com a perda de energia para o meio externo, o organismo humano acaba necessitando de mais calorias, o que acaba sendo interpretado, pelo cérebro, como uma necessidade maior de alimentos, especialmente os gordurosos. O risco é que antes de usarmos nossas reservas calóricas, acabemos por adquirir uns quilinhos a mais com a ingestão maior de alimentos.
Mas a medida mais simples, que previne todas as doenças infecciosas, respiratórias ou não, é lavar as mãos com muita frequência.

Conhecer essas doenças também é importante para não haver confusões, principalmente entre gripe e resfriado, ah, e lembrem-se: não se auto-medicar!!!
Analgésicos, antiinflamatórios,antialérgicos, vitaminas são remédios, por isso podem causar efeitos colaterais, sensações desagradáveis, e pior, mascarar problemas mais sérios e graves.
                                                        
Asma
A asma é uma inflamação do pulmão e das vias aéreas que provoca inchaço e estreitamento dos brônquios, o que dificulta a passagem do ar.
Os sintomas mais frequentes durante uma crise de asma são a tosse, o chiado na expiração, a falta de ar e a sensação de aperto ou opressão no peito, podendo variar de intensidade conforme cada caso. É comum um quadro de asma ter início com crises leves, de pouca duração, que cedem facilmente. A cada inverno, no entanto, os ataques podem tornar-se mais intensos e demorados, até se tornarem contínuos.

Amidalite
É uma inflamação das amídalas, duas pequenas "bolinhas" no fundo de nossa garganta,. Pode ser causada por vírus ou por bactérias. Os sintomas são dor de garganta, dor ao engolir, febre, mau hálito e, às vezes, inchaço dos gânglios do pescoço.

Otite (ou dor-de-ouvido) É uma infecção bacteriana do ouvido médio, que fica entre o tímpano e o ouvido interno, muito comum em crianças. Normalmente, vírus e bactérias que infectaram a garganta migram até o ouvido e provocam a doença.

BronquiteÉ uma inflamação dos brônquios, que causa inchaço das mucosas e impede a chegada do ar aos pulmões. A forma aguda é causada por vírus e bactérias. A crônica é recorrente e não necessariamente fruto de infecção. É comum confundir bronquite e asma, mas bronquite gera tosse seca com chiado seguida por tosse com eliminação de catarro, ao contrário da asma, que apresenta apenas tosse seca. A presença de febre também indica a bronquite.
As origens da bronquite podem variar desde as mais comuns, como a gripe, até o cigarro, a poluição e a inalação de gases tóxicos. Nas crianças com dificuldades imunológicas, as crises de bronquite geralmente surgem uma atrás da outra, mas o problema agrava-se quando o processo inflamatório fica crônico.

Pneumonia
É uma infecção aguda dos pulmões, causada por bactérias, vírus ou fungos. Os alvéolos pulmonares ficam cheios de pus, além de muco e líquidos. Assim, o oxigênio encontra dificuldade em atingir o sangue e, dependendo da gravidade, a pneumonia pode ocasionar a falta de ar. Normalmente, ocorre quando há falha nas defesas do organismo e pode surgir após uma gripe ou uma bronquite fortes. Os sintomas são tosse com catarro, dor no tórax (às vezes, também nas costas, as chamadas "pontadas"), calafrios, palidez e febre alta.

Rinite
A rinite alérgica normalmente é causada após o contato com poeira, mofo, cheiros fortes, produtos químicos, cigarro, mudanças de temperatura e umidade. O quadro de rinite tem evolução crônica, com períodos de melhora e piora. Os sintomas vão desde coriza, espirros, coceira no nariz até obstrução nasal. Quase um terço da população brasileira sofre com esta doença, sobretudo no inverno.

Sinusite
É a inflamação da mucosa que reveste os chamados "seios da face", cavidades do crânio em torno do nariz, causada por alergias ou infecções virais e bacterianas. Os principais sintomas são dor de cabeça, inchaço nas pálpebras, nariz entupido e dor nos olhos.

Gripe
É uma infecção causada pelos vírus influenza, que são mutantes. Doença altamente contagiosa, pode causar entupimento das vias aéreas, inflamação na garganta, dor muscular, dor de cabeça, febre alta, calafrios, fraqueza, tosse seca, espirros e coriza.

Resfriado
Muito confundido com a gripe, é uma infecção bem mais leve do nariz e da garganta, causada por outros vírus. Seus sintomas são dor de garganta, coriza, obstrução do nariz, dores pelo corpo, rouquidão e dor de cabeça.

Rinite A rinite alérgica normalmente é causada após o contato com poeira, mofo, cheiros fortes, produtos químicos, cigarro, mudanças de temperatura e umidade. O quadro de rinite tem evolução crônica, com períodos de melhora e piora. Os sintomas vão desde coriza, espirros, coceira no nariz até obstrução nasal. Quase um terço da população brasileira sofre com esta doença, sobretudo no inverno.

Sinusite É a inflamação da mucosa que reveste os chamados "seios da face", cavidades do crânio em torno do nariz, causada por alergias ou infecções virais e bacterianas. Os principais sintomas são dor de cabeça, inchaço nas pálpebras, nariz entupido e dor nos olhos.

Gripe É uma infecção causada pelos vírus influenza, que são mutantes. Doença altamente contagiosa, pode causar entupimento das vias aéreas, inflamação na garganta, dor muscular, dor de cabeça, febre alta, calafrios, fraqueza, tosse seca, espirros e coriza.

Resfriado Muito confundido com a gripe, é uma infecção bem mais leve do nariz e da garganta, causada por outros vírus. Seus sintomas são dor de garganta, coriza, obstrução do nariz, dores pelo corpo, rouquidão e dor de cabeça.

10 dicas que podem ajudá-lo a conviver melhor com o frio e os problemas respiratórios:

1 - Mantenha as roupas de cama limpas especialmente os cobertores que costumam ser morada de ácaros;
2 - Retire o pó da mobília e limpe o chão com pano úmido, evitando o levantamento de poeira;
3 - Aproveite os dias de ensolarados para arejar a casa. O sol e o ar evitam que vírus e bactérias se proliferem;
4 - Evite o contato com a fumaça do cigarro;
5 - Use soro fisiológico nas regiões dos olhos e narinas, ele lubrifica a mucosa e evita irritação;
6 - Evite aglomerações de pessoas em lugares fechados e pouco arejados;
7 - Lave as mãos constantemente para evitar que vírus e bactérias se alojem nessa região;
8 - Beba muito líquido, mas evite as bebidas alcoólicas. Água e sucos são importantes para controlar a circulação sanguínea, composição das células, músculos e respiração;
9 - Não use carpetes e cortinas no quarto de pessoas alérgicas, pois eles favorecem o aparecimento de ácaros;
10 - O meio mais efetivo para evitar as doenças do inverno são as vacinas. A antigripal confere imunidade por cerca de um ano e a vacina contra pneumonia pode proteger por cinco anos. No caso dos idosos, a vacina antigripal é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e distribuída gratuitamente pelo governo federal.

(Consultoria: Mauro Gomes, médico pneumologista e coordenador do ambulatório de DPOC da disciplina de Pneumologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), especialista em Pneumologia pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia e professor instrutor de ensino da disciplina de Pneumologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo). 

quarta-feira, 14 de março de 2012

45 LIÇÕES QUE A VIDA ME DEU...


Escrito por Regina Brett, 90 anos de idade, assina uma coluna no The Plain Dealer, Cleveland, Ohio. Estas dicas são puras, verdadeiras e lindas. Leiam, pois eu espero que a vida me leve até os 90 ou mais, e você?...

"Para celebrar o meu envelhecimento, certo dia eu escrevi as 45 lições que a vida me ensinou.
É a coluna mais solicitada que eu já escrevi."

                                                                             
                                                                                         (Regina Brett)
                                                        
1. A vida não é justa, mas ainda é boa.

2. Quando estiver em dúvida, dê somente o próximo passo, pequeno .

3. A vida é muito curta para desperdiçá-la odiando alguém.

4. Seu trabalho não cuidará de você quando você ficar doente. Seus amigos e familiares cuidarão. Permaneça em contato.

5. Pague mensalmente seus cartões de crédito.

6. Você não tem que ganhar todas as vezes. Concorde em discordar.

7. Chore com alguém. Cura melhor do que chorar sozinho.

8. É bom ficar bravo com Deus Ele pode suportar isso.

9. Economize para a aposentadoria começando com seu primeiro salário.

10. Quanto a chocolate, é inútil resistir.

11. Faça as pazes com seu passado, assim ele não atrapalha o presente.

12. É bom deixar suas crianças verem que você chora.

13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que é a jornada deles.

14. Se um relacionamento tiver que ser um segredo, você não deveria entrar nele.

15. Tudo pode mudar num piscar de olhos Mas não se preocupe; Deus nunca pisca.

16. Respire fundo. Isso acalma a mente.

17. Livre-se de qualquer coisa que não seja útil, bonito ou alegre.

18. Qualquer coisa que não o matar o tornará realmente mais forte.

19. Nunca é muito tarde para ter uma infância feliz. Mas a segunda vez é por sua conta e ninguém mais.

20. Quando se trata do que você ama na vida, não aceite um não como resposta.

21. Acenda as velas, use os lençóis bonitos, use roupa chic. Não guarde isto para uma ocasião especial. Hoje é especial.

22. Prepare-se mais do que o necessário, depois siga com o fluxo.

23. Seja excêntrico agora. Não espere pela velhice para vestir roxo.

24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.

25. Ninguém mais é responsável pela sua felicidade, somente você..

26. Enquadre todos os assim chamados "desastres" com estas palavras 'Em cinco anos, isto importará?'

27. Sempre escolha a vida.

28. Perdoe tudo de todo mundo.

29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.

30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo ao tempo..

31. Não importa quão boa ou ruim é uma situação, ela mudará.

32. Não se leve muito a sério. Ninguém faz isso.

33. Acredite em milagres.

34. Deus ama você porque ele é Deus, não por causa de qualquer coisa que você fez ou não fez.

35. Não faça auditoria na vida. Destaque-se e aproveite-a ao máximo agora.

36. Envelhecer ganha da alternativa -- morrer jovem.

37. Suas crianças têm apenas uma infância.

38. Tudo que verdadeiramente importa no final é que você amou.

39. Saia de casa todos os dias. Os milagres estão esperando em todos os lugares.

40. Se todos nós colocássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos todos os outros como eles são, nós pegaríamos nossos mesmos problemas de volta.

41. A inveja é uma perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.

42. O melhor ainda está por vir.

43. Não importa como você se sente, levante-se, vista-se bem e apareça.

44. Produza!

45. A vida não está amarrada com um laço, mas ainda é um presente.







terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Encontre tempo para apenas ser.

                                                                 
Meditação é sentar-se sem fazer nada — não usar seu corpo nem sua mente. Se você começar a fazer alguma coisa, ou você entrará em estado contemplativo ou estará concentrado ou executará uma ação — de toda forma, estará movendo-se para fora de seu centro.

Quando você não estiver fazendo absolutamente nada, seja física ou mentalmente ou em qualquer outro nível, quando toda atividade houver cessado e você estiver apenas sendo, isso é meditação. Não é possível fazê-la, não é possível praticá-la. É preciso compreendê-la.

Sempre que você conseguir, pare todo o resto e encontre tempo para apenas ser. Pensar também é fazer, concentrar-se também é fazer, contemplação é fazer. Mesmo que seja um único momento em que você não esteja fazendo nada e esteja apenas em seu centro, completamente relaxado, isso é meditação.

E quando você pegar o jeito, poderá ficar nesse estado por quanto tempo quiser. Com o tempo, poderá ficar nesse estado durante as 24 horas do dia.

Após ter experimentado esse estado de tranquilidade, então, aos poucos, você começará a fazer coisas, mantendo-se alerta para que seu ser não seja perturbado. Essa é a segunda parte da meditação. Primeiro, aprender a simplesmente ser, depois aprender pequenas ações: limpar o chão, tomar banho, mas sempre mantendo-se no centro. Depois você poderá fazer coisas mais complexas.

Por exemplo, estou me dirigindo a você, mas minha meditação não foi perturbada. Posso continuar falando, mas em meu centro não há sequer um ruído. Há apenas silêncio, silêncio absoluto.

Então a meditação não é contra a ação.

Sua vida continua e, na verdade, torna-se mais intensa, mais cheia de alegria, com maior clareza, mais visão e mais criatividade. Ainda assim, você está nas nuvens, um observador nas montanhas, apenas vendo o que ocorre a seu redor.

Você não é aquele que faz, mas sim o que observa.

(OSHO)




Encontre tempo para apenas ser

                                                      
Meditação é sentar-se sem fazer nada — não usar seu corpo nem sua mente. Se você começar a fazer alguma coisa, ou você entrará em estado contemplativo ou estará concentrado ou executará uma ação — de toda forma, estará movendo-se para fora de seu centro.

Quando você não estiver fazendo absolutamente nada, seja física ou mentalmente ou em qualquer outro nível, quando toda atividade houver cessado e você estiver apenas sendo, isso é meditação. Não é possível fazê-la, não é possível praticá-la. É preciso compreendê-la.

Sempre que você conseguir, pare todo o resto e encontre tempo para apenas ser. Pensar também é fazer, concentrar-se também é fazer, contemplação é fazer. Mesmo que seja um único momento em que você não esteja fazendo nada e esteja apenas em seu centro, completamente relaxado, isso é meditação.

E quando você pegar o jeito, poderá ficar nesse estado por quanto tempo quiser. Com o tempo, poderá ficar nesse estado durante as 24 horas do dia.

Após ter experimentado esse estado de tranquilidade, então, aos poucos, você começará a fazer coisas, mantendo-se alerta para que seu ser não seja perturbado. Essa é a segunda parte da meditação. Primeiro, aprender a simplesmente ser, depois aprender pequenas ações: limpar o chão, tomar banho, mas sempre mantendo-se no centro. Depois você poderá fazer coisas mais complexas.

Por exemplo, estou me dirigindo a você, mas minha meditação não foi perturbada. Posso continuar falando, mas em meu centro não há sequer um ruído. Há apenas silêncio, silêncio absoluto.

Então a meditação não é contra a ação.

Sua vida continua e, na verdade, torna-se mais intensa, mais cheia de alegria, com maior clareza, mais visão e mais criatividade. Ainda assim, você está nas nuvens, um observador nas montanhas, apenas vendo o que ocorre a seu redor.

Você não é aquele que faz, mas sim o que observa.

(Osho, em "Aprendendo a Silenciar a Mente")

sábado, 28 de janeiro de 2012

Saiba mais sobre Depressão

                                                         
As pessoas acabam hoje em dia confundindo,depressão com tristeza,com ansiedade, e até com a própria melancolia,que também tem uma diferença.Porque tratar deste assunto?
Por que,hoje a depressão está entre as cinco doenças que mais matam no mundo,alarmando o cenário atual da medicina,e as pessoas que sabem que tem a doença.
O principal motivo da dificuldade em indentificar um quadro de depressão é que os sintomas podem ser muito parecidos aos de uma crise de ansiedade ou de tristeza pura e simples.Uma forte inquietação interna,dificuldade de concentração,alterações físicas, como palpitações e medo por exemplo são sintomas de ansiedade-como a síndrome do pânico-,mas alguns podem aparecer na depressão.Já esta pode ser confundida com tristeza,pois ambas têm um humor triste de base,assosiado a um desânimo,negativismo e sintomas físicos,entre os quais e muitos,dores de cabeça,tonturas,palpitações,sudorese,dores de estômago etc. Além da ansiedade,a diferença é que a pessoa com tristeza sabe o motivo de estar triste,a deprimida,em tese,não sabe.
Já a melancolia,de acordo com psicanalistas,é um estado anterior à depressão profunda,marcada pela extinção do desejo,um desinvestimento narcísico e um esgotamento da vontade de viver.Por isso o melancólico abandona a sí mesmo.Há uma dor insuportável de existir,uma hemorragia da libido,uma dor em seu estado puro.Ele se agarra ao objeto perdido e não elabora a falta.Com isso se perde no desespero do nada e no infinito impenetrável da angústia.Em seu texto Luto e Melancolia,publicado em 1917, Freud a define como um desânimo profundamente penoso,a cessação de interesse pelo mundo externo...e uma diminução dos sentimentos de autoestima". A depressão por sua vez,geralmente relacionada a um trauma psíquico, ou a uma herança genética,é uma doença, que pode aparecer em diferentes situações.Enfim,depressão é uma doença ,tem de ser tratada com todos os recursos possíveis, e necessários a cada caso, terapias,acompanhamento de psiquiatras e/ou psicologos,em muitos casos, medicação,ajuda de familiares,e muita atenção e cuidado.Ter depressão não é vergonha,assim como não é vergonha ter diabetes,câncer,hipertensão ou gripe. Cuidar-se ,ter consciência do que se tem,procurar tratamento,tomar os remédios direitinho,pedir ajuda,ouvir, é de grande importância,para ter uma qualidade de vida melhor,aprender a lidar e conviver coma doença,e ser feliz!
                                                  

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

BUDA



Buda na verdade não era alguém que se chamava Buda; a palavra Buda significa em sânscrito e em pāli (antigas línguas indianas) iluminado, ou desperto. Esse é um título dado no budismo àqueles que despertaram plenamente e conseguiram quebrar o círculo vicioso da vida (viver – morrer – renascer…).
O primeiro homem a atingir a iluminação, ou seja, o primeiro Buda foi Sidarta Gautama, um príncipe que viveu por volta de c. 560-480 a.C., no reino de Śākya, o que hoje em dia seria parte da fronteira do Nepal com a Índia.
Sidarta sempre vivera com muito luxo, tinha tudo do bom e do melhor, vivia em três grandes palácios, onde desfrutava das melhores comidas, bebidas, vestimentas e prazeres.
Por viver apenas alí, dentro de seus palácios, ele nunca tinha visto como era a realidade por trás dos muros, até que um dia resolveu sair sem que ninguém soubesse, e disfarçado viu um velho, um morto e um asceta*.
Aos 29 anos, o príncipe chocou-se com o que viu e resolveu se dedicar à prática espiritual e encontrar o fim do sofrimento. Largou tudo: os três palácios, esposa e filhos e partiu para uma vida de andarilho.
Ele passou a viver o oposto do que vivia, obrigou-se a comer cada vez menos, dessa vez esperava dominar o sofrimento. Mas ainda estava insatisfeito. Assim ele adotou o “caminho do meio”, buscando a salvação por meio da meditação.
Durante seis dias e sete noites permaneceu sentado debaixo de uma figueira, alcançou o Nirvana, uma realidade acima do tempo do espaço, assim ele não estava mais sujeito à lei do renascimento e ao carma. Porém, ele não atingiu a iluminação naquele momento para difundir seus ensinamentos, decidira então tornar-se o guia dos seres humanos.
Buda deu sua primeira palestra em Benares, com o famoso “sermão de Benares”. Diversos monges e mendigos seguiam Buda, e durante mais de quarenta anos ele e seus dicípulos vagaram pela região do nordeste da Índia.

Aos 80 anos, ele adoeceu e resolveu desperdir-se de seus dicípulos antes de morrer. Então disse:
“Talvez alguns de vós estejam pensando: ‘As palavras do mestre pertencem ao passado, não temos mais mestre’. Mas não é assim que deveis ver as coisas. O darma (instrução) que vos dei deve ser o vosso mestre depois que eu partir.
Atingiu a liberação final, ou parinirvana, em um bosque da cidade de Kushinagara. Uma semana depois, seu corpo foi cremado e suas relíquias foram divididas, sendo preservadas em muitos relicários.
______________________________________________________
*Pessoa que se entrega a práticas espirituais, levando vida contemplativa com mortificação dos sentidos.
















Seguidores