MANTRA DA FELICIDADE: "Loka Samasta Sukhino Bhavantu"

MANTRA DA FELICIDADE: "Loka Samasta Sukhino  Bhavantu"
Que todos os seres sejam felizes e bem aventurados.Este mantra fala sobre a felicidade, e faz com que a gente reflita sobre isso : todos merecem a felicidade, viver na sua plenitude, celebrar e simplesmente ser... cada um nasceu para ser feliz, portanto, vamos cumprir o nosso destino!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

PREPARADA PARA FALAR SOBRE...


         SEM TÍTULO

         Do fundo do crepúsculo,
         O vento tombou como uma ave ferida
         Sobre os tufos e as palmas verdes
         do dormente jardim.

         Bateu, raivoso, as possantes asas,
         rodopiou exasperado
         entre as frondes em pânico.
         E miraculosamente recompondo
         o perdido equilíbrio,
         em brusco, violento arranco
         ergueu vôo outra vez para o espaço sem fim...

                   ( Tasso da Silveira,poeta-Contemplação do Eterno, 1952)

Bem,depois de quase uma semana do ocorrido,me vejo pronta para falar sobre a tragédia da escola Tasso da Silveira.Como podem ver resolvi começar com um poema do próprio Tasso,poeta que dá nome a escola. ..."Bateu,raivoso... rodopiou exasperado... Entre as frondes EM PÂNICO." Fim.

Terrível,horrendo,medonho,enfandonho,pavoroso...Tragédia,massacre,chacina,matança... O que aconteceu pode ter muitos nomes,as pessoas podem chamar do que quiserem,mas apenas um fato é verdadeiro: um moço entrou numa escola cheia de crianças e adolescentes,e "saiu" matando as crianças que conseguiu encontrar pela frente,sem um motivo,que,na cabeça de qualquer um de nós faça sentido,porque é claro,nada justifica tal ato.Mas... como cada cabeça uma sentença,cada louco com sua mania,cada um,cada um;o que será que se passava na cabeça daquele moço,Wellington?
O que é mais preocupante? As mortes,a mídia mostrando tudo ao vivo, e matando de medo e de trauma todos os brasileiros,inclusive todas as crianças que vão todos os dias para suas escolas,a falta de segurança,o armamento que ele carregava,como ele planejou e fez,com quem ele se comunicava?
Não. Preocupante mesmo é saber que estamos rodeados de pessoas desequilibradas,e de famílias que poderiam tentar evitar tais coisas,se prestassem mais atenção em seus filhos,e nas pessoas que nos rodeiam,o mundo está doente,e ninguém percebe.A mídia não ajuda,a disseminação de vídeos e fotos e sites na internet que ensinam de tudo,inclusive coisas medonhas,é cada vez maior,não há um controle sequer,pessoas doentes são tratadas como normais,não há base para nada.Sem saúde mental,sem saúde,não pode haver segurança,não pode haver entendimento,não pode haver compreenssão,dissernimento.O problema está muito mais nas bases do desenvolvimento do indivíduo,do que no sistema,aí um problema puxa o outro,indivíduos com problemas causam problemas,o sistema tenta resolvê-los,aí o indivíduo acha que o sistema é errado e causa mais problema,se  os sitema age é porque agiu,se não age é porque não agiu,fica difíiiiicil!!!
Vamos lá: é matando que se ensina que não se deve matar? É com violência que se ensina a não-violência? É abrandando as coisas que se ensina que deve ter ordem e respeito?... Agora discute-se um novo plebiscito contra o desarmamento,sou totalmente a favor,campanhas e campanhas vão surgir,muito bom também,todos vão se lembrar  durante algum tempo da tragédia,tentar evitar algo parecido,mas será que vão tentar evitar pelos caminhos certos? É só um problema de segurança pública,ou de um monte de coisas que nunca são pensadas,muito menos resolvidas. Porque ele fez isso? Fica a pergunta.
Faltou segurança na escola? Os professores não estavam preparados para tal situação(claro que não,pq ninguém espera isso!), ele tinha armas e carregadores que não deveriam estar em suas mãos?Sim.Porque?
Tudo isso? sim ,talvez,mas o que o levou a chegar nesse ponto,qual foi o estopim?Ele era doente mental? Drogas? Fanatismo religioso? Devaneios adolescentes recalcados dentro de sí? Raiva?
Pode ser tudo isso junto e mais um pouco,ou seja, o problema começa no seio da família,passa pela saúde,pela educação,pela escola,pela sociedade,pela segurança,pelo crime,pela religião,enfim,é muito mais complexo do que simplesmente desarmar a população,do que ter polícia melhor preparada,do que ter educação de melhor qualidade. O problema está em como colocar desde que se vem ao mundo,dentro da cabeça de um indívíduo valores morais,de prestar atenção de verdade nas pessoas ,no próximo,no amigo,no inimigo,nos filhos,é aprender compaixão,respeito,é saber que existem muitas coisas que talvez não entendamos,não conhecemos mas que estão lá,são sérias,não são criação de psicanalistas ou coisa parecida,é entender que o ser humano é muito complexo,e que nunca nenhum sistema governamental,nehuma repartição policial ou de segurança, pode conhecer ou adivinhar o que passa na alma,na cabeça,no íntimo de uma coisa chamada HOMEM.
É uma pena,é terrível,vidas mal começadas seifadas,traumas que não serão nunca sanados,medo,aflição,tristeza,mas infelizmente,mais uma vez nada será feito que possa mudar a cabeça,ou o comportamento do HOMEM,porque ninguém ainda descobriu a fórmula,porque ninguém ainda descobriu o pequeno e invisível fiu que separa a sanidade da insanidade,o normal do anormal. Ninguém descobriu e nem descobrirá a fórmula,a maneira de ler o profundo íntimo daquele que compõe a sociedade,segurança,educação,saúde,sistema,governo... O HOMEM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores